Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 13 de novembro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

petróleo

Alterada em 13/11 às 21h02min

Petrobras: venda de derivados caiu 4,69% no 3º trimestre

A Petrobras vendeu um total geral de 1,990 milhão de barris por dia de derivados no terceiro trimestre deste ano, ante 2,088 milhão de barris no mesmo intervalo do ano passado (-4,69%) e 1,933 milhão no segundo trimestre deste ano (+2,95%).
A exportação de petróleo, derivados e outros, por sua vez, somou 699 mil barris por dia, ante 579 mil barris por dia na relação anual e 659 mil barris por dia no segundo trimestre deste ano.
No total geral, incluindo alcoóis, nitrogenados renováveis, gás natural, bem como exportações de petróleo, derivados e outros, as vendas atingiram 3,437 milhões de barris ao dia de julho a setembro, ante 3,473 milhões no terceiro trimestre de 2016 e 3,291 milhões no segundo trimestre.
Preço
O preço de derivados básicos comercializados pela Petrobras no mercado interno no terceiro trimestre foi de R$ 213,41 o barril, ante R$ 228,58 o barril um ano antes e R$ 219,48 o barril no segundo trimestre de 2017.
Já o preço de venda do petróleo praticado no Brasil foi de US$ 48,30 o barril, ante US$ 41,77 um ano antes e US$ 47,25 no segundo trimestre deste ano.
O custo de extração da Petrobras no Brasil, sem a participação governamental, ficou em US$ 11,74 o barril no terceiro trimestre deste ano, acima dos US$ 10,82 o barril apurados no mesmo intervalo de 2016 e dos US$ 11,21 o barril reportados no segundo trimestre deste ano.
Com a participação governamental, o custo foi de US$ 20,79 o barril de julho a setembro de 2017, ante US$ 15,76 o barril em igual intervalo do ano anterior e US$ 18,71 o barril no segundo trimestre do ano.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia