Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Crise no Planalto

Alterada em 25/10 às 17h44min

Maia anuncia que há quórum de 342 deputados e abre votação

Folhapress
Depois de oito horas de tentativas, os governistas conseguiram às 17h01 reunir o quorum de 342 deputados para iniciar o período de votação da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer (PMDB). Com isso, a oposição passou a registrar presença no plenário e a votação será realizada na noite desta quarta-feira (25). Haverá antes disso um período de orientação das bancadas e discursos dos líderes partidários.
Acompanhe a sessão ao vivo:
Após os discursos, cada deputado será chamado ao microfone para dizer se concorda com o relatório favorável a Temer ou se o rejeita. O governo conta com votos suficientes para barrar a denúncia. Na análise da primeira acusação da Procuradoria-Geral da República, em agosto, foram 263 deputados ao lado de Temer contra 227.
O tamanho do placar redimensionará a força de Temer nos 14 meses que lhe restarão de mandato e, por isso, o esforço de seus assessores é para que ele mantenha ou até mesmo amplie os votos da sessão de 2 de agosto, que enterrou a acusação por corrupção passiva que tramitava contra ele.
Nesta segunda denúncia, Temer é acusado pelo Ministério Público de obstrução da Justiça e de integrar, ao lado dos ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral), uma organização criminosa que teria recebido ao menos R$ 587 milhões em propina.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia