Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Câmara dos Deputados

Notícia da edição impressa de 20/10/2017. Alterada em 19/10 às 23h07min

Michel Temer exonera ministros para negociar votação no plenário

O Diário Oficial da União desta sexta-feira virá recheado de exonerações de ministros do governo Michel Temer (PMDB), que voltarão à Câmara dos Deputados para votar a favor do presidente na denúncia por obstrução de Justiça e organização criminosa. Entre as exonerações estará a do ministro Antonio Imbassahy (PSDB), responsável pela articulação política do governo.
Segundo interlocutores do Palácio do Planalto, a volta antecipada dos ministros, em especial a de Imbassahy, vai facilitar a negociação, junto à base aliada, da distribuição das emendas que caberá a cada parlamentar apresentar ao projeto do orçamento de 2018.
Quando Temer enfrentou a primeira denúncia, os ministros-deputados só foram exonerados no dia da votação no plenário da Câmara. Desta vez, eles retornam ao Parlamento quase uma semana antes do embate final, que deverá acontecer na próxima quarta-feira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia