Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 26 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Internacional

CORRIGIR

Espanha

Alterada em 26/10 às 12h42min

Partido catalão ameaça deixar governo regional se Puigdemont convocar eleição

Um porta-voz do partido catalão Esquerda Republicana afirmou nesta quinta-feira (26) que a coalizão de governo regional corre risco, caso o presidente Carles Puigdemont convoque uma eleição antecipada. O partido sustenta que, se isso se confirmar, estará fora do governo.
O Partido Democrático Europeu Catalão, sigla de Puigdemont, de centro-direita, e o Esquerda Republicana conduzem um governo minoritário, com o apoio da sigla CUP, de extrema-esquerda. A unidade, porém, está agora em jogo, em meio a negociações de último minuto sobre qual o próximo passo para responder à ameaça do governo do premiê Mariano Rajoy de intervir na Catalunha para evitar a secessão.
Na quarta-feira, o vice-presidente da Catalunha, Oriol Junqueras, disse que a convocação de eleições antecipadas iria contra o mandato dado pelos eleitores em um plebiscito pela separação. O governo e a Justiça espanhóis, porém, dizem que essa votação popular foi ilegal e portanto não tem qualquer valor. 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia