Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 13 de outubro de 2017. Atualizado às 15h41.

Jornal do Comércio

Internacional

CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 13/10 às 15h42min

EUA impõe sanções sobre Guarda Revolucionária do Irã e outras entidades

Medida foi anunciada por Donald Trump, durante discurso em que criticou o acordo nuclear com o Irã

Medida foi anunciada por Donald Trump, durante discurso em que criticou o acordo nuclear com o Irã


JEWEL SAMAD/AFP/ARQUIVO/JC
O Departamento do Tesouro dos Estados Unidos impôs sanções sobre a Guarda Revolucionária do Irã, unidade militar leal ao líder supremo do Irã, Aiatolá Ali Khamenei. A medida foi anunciada pelo presidente americano, Donald Trump, durante discurso em que criticou o acordo nuclear com o Irã e ameaçou abandoná-lo, caso o Congresso do país e os países aliados que também assinaram o acordo não façam diversas alterações no tratado.
Segundo o documento do Departamento do Tesouro, foram impostas sanções sobre quatro negócios com ligações com a Guarda Revolucionária do Irã, uma baseada no país e outra baseada na China que "dão apoio ao exército iraniano".
"Pedimos que o setor privado reconheça que a Guarda Revolucionária do Irã gira em torno de toda a economia iraniana, e aqueles que fazem negócios com companhias que têm ligações com a Guarda, estão correndo grande risco", segundo o documento.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia