Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 23 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Greve

23/10/2017 - 16h43min. Alterada em 23/10 às 17h17min

Municipários fazem pressão em primeira negociação com Marchezan

Municipários se mobilizam em frente ao Paço Municipal, sob olhar da Guarda Municipal

Municipários se mobilizam em frente ao Paço Municipal, sob olhar da Guarda Municipal


LIVIA ARAUJO/ESPECIAL/JC
Começou por volta das 16h desta segunda-feira (23) a primeira reunião entre o prefeito Nelson Marchezan Júnior (PSDB) e os municipários em greve. A movimentação é intensa em frente ao Paço Municipal, no Centro da Capital. Cerca de 2 mil funcionários públicos, que estão em greve desde 5 de outubro, estão posicionados em frente ao prédio, segundo a Guarda Municipal, que faz a segurança do prédio. A imprensa não foi autorizada a assistir às tratativas.
Vereadores também acompanham a negociação. Os municipários querem a retirada de projetos de lei que tramitam na Câmara Municipal e que mudam a carreira, reduzem gratificações e afetam o valor das remunerações. As negociações anteriores, como a de sexta-feira (20), não chegaram, a acordo. Na sexta-feira, também houve confronto entre os grevistas e a Guarda, deixando feridos dos dois lados. O vice-prefeito da Capital, Gustavo Paim (PP), estava na linha de frente das tratativas.    
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia