Porto Alegre, segunda-feira, 30 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Beatificação reúne mais de 6,5 mil devotos em Caxias do Sul

Os Pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul, na serra, sediaram um importante evento para os católicos do Rio Grande do Sul. O padre João Schiavo, missionário italiano que veio para o Brasil em 1931 e fundou a primeira Congregação das Irmãs Murialdinas no país, foi beatificado no último sábado (28), em uma cerimônia acompanhada por cerca de 6,5 mil pessoas. Prestigiaram a celebração devotos de vários estados brasileiros e de outros países, inclusive parentes do missionário, naturais de Vinceza, na Itália. Representando o Papa Francisco, o prefeito da Congregação das Causas dos Santos, cardeal Angelo Amato, foi o responsável por ler Carta Apostólica em latim, que confirmou Schiavo como o primeiro beato da diocese de Caxias do Sul. Ao todo, o processo de beatificação do padre durou cerca de 16 anos, tempo considerado pequeno diante do número de processos que tramitam no Vaticano.
 

FOTO VOLGA FOTO ESTÚDIO/DIVULGAÇÃO/JC