Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 30 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Série B

Notícia da edição impressa de 30/10/2017. Alterada em 29/10 às 21h42min

Ao invés de festa, derrota e bate-boca no Beira-Rio

A expectativa era de uma grande festa, com uma vitória que praticamente garantiria o Inter de volta à primeira divisão. O Ceará, porém, não se intimidou com os mais de 38 mil colorados e venceu por 1 a 0, sábado, no Beira-Rio. Ao fim da partida, houve desentendimento entre D'Alessandro e parte da torcida.
Na primeira etapa, o Inter manteve a bola no ataque, tentando abafar o adversário. Porém, a defesa do Ceará quase não deu espaços. Depois do intervalo, os donos da casa tiveram boas oportunidades. Mas foi o Ceará quem marcou com Elton aos 16 minutos. Após o gol, o Inter tentou reagir, obrigando Everson a boas defesas.
Com o apito final, houve vaia de parte dos presentes. A situação tirou D'Alessandro do sério. Irritado, o argentino gritou e gesticulou contra parte dos torcedores. A tradicional despedida do time ao final do jogo acabou não ocorrendo. Mais tarde, o meia disse que estava "de cabeça quente", mas reforçou que achava as vaias injustas.
O resultado não mudou muita coisa para os gaúchos, que seguem líderes com 61 pontos, mas reabriu a disputa pelo título: agora, o time cearense é vice-líder, com 58. A chance de melhorar o clima é sexta-feira, quando o Inter recebe o CRB.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 30/10/2017 09h29min
O TIME DO INTERNACIONAL, ESTÁ SOFRENDO COM A SÍNDROME DA LIDERANÇA!!!nnÉ Colorados ainda vai passar muita água embaixo da velha Ponte do Guaíba, até que possamos realmente ficar mais tranqüilos com o desempenho do nosso time, nestes últimos jogos que faltam para encerrar a Série B. Cheguei a pensar depois da derrota de sábado por zero a um para o novo vice líder Ceará, que o Guto Ferreira não está conseguindo dar a dosagem certa aos jogadores, e evitar está síndrome do somos líderes e já estamos lá na Série A. Quem sabe seja o momento de revisar com humildade os seus conceitos de apostar em jogadores fiéis ao esquema teórico, e arriscar um pouco mais já no início dos jogos, e não quando a corda aperta o pescoço de todos. É interessante este tema sobre liderança até mesmo porque o badalado time do Corinthians, também está passando por esta dificuldade, porque eram líderes disparados e jogo a jogo a gordura está secando e isto abala o grupo. A verdade é que nada está garantido em termos de conquistas, tendo em vista que três ou seis pontos na frente, não é a garantia que os times estão muito melhores do que os outros, os últimos jogos foram de campanha de Z4. Abs. Dorian Bueno Google + Plus, POA, 30.10.2017n n