Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 22 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato brasileiro

Alterada em 22/10 às 20h55min

Bahia ganha clássico e complica o Vitória no Brasileirão

Em clima de decisão, Bahia e Vitória fizeram neste domingo (22) o sétimo e último clássico Ba-Vi de 2017 e o time tricolor levou a melhor. Em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Bahia venceu por 2 a 1, na Fonte Nova, se afastou da zona de rebaixamento e complicou a vida do rival. Com o triunfo, os donos da casa chegam aos 38 pontos e ficam na 11.ª colocação. O Vitória, por sua vez, está com 33, sob grande risco de rebaixamento no torneio nacional.
Nos minutos finais do jogo, houve um princípio de confusão entre os jogadores e o volante Renê Júnior, do Bahia, disse ter sido chamado de macaco por um atleta do time adversário, tendo que ser contido pelos companheiros.
O Vitória entrou em campo com uma postura bastante defensiva. Todos os jogadores se posicionaram atrás da linha do meio de campo e deixaram o time adversário ficar com a bola. O Bahia mostrou muita disposição e apostou na movimentação do trio formado por Zé Rafael, Mendoza, e Edigar Junio para desconstruir a solidez da defesa adversária. Mas tinha dificuldades para finalizar.
Perto dos dez minutos finais do primeiro tempo, o Vitória passou a frequentar mais o campo de ataque e foi mais agressivo que o Bahia. David criou algumas jogadas de perigo, a melhor delas em uma arrancada aos 34, quando bateu forte e acertou a rede pelo lado de fora.
Depois da escassez de finalizações nos 45 minutos inicias, o Bahia mostrou eficiência logo no início da etapa complementar. Com apenas um minuto de bola rolando, o zagueiro Wallace falhou ao tentar cortar passe de Zé Rafael e a bola sobrou para Mendoza bater colocado na saída de Caíque.
Atrás no placar, o Vitória se viu obrigado a ir ao ataque e criou boas oportunidades, mas também deu espaço para o rival. Por fim, ao 37 minutos, conseguiu empatar o clássico, após Wallace Reis aproveitar falha da defesa para marcar. O Bahia não desanimou e voltou à frente do placar aos 43, quando Edson desviou de cabeça e Edigar Juniou marcou.
Os dois times voltam a campo no próximo domingo. O Bahia vai ao Rio enfrentar o Fluminense no Maracanã, às 17 horas, enquanto o Vitória recebe o Atlético-GO em Salvador, no Barradão, às 18h.
Bahia 2 x 1 Vitória
Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Edson, Renê Júnior, Zé Rafael (Matheus Salles), Mendoza (Régis) e Allione (Thiago Martins); Edigar Junio. Técnico: Paulo César Carpegiani.
Caíque; Caíque Sá, Fred, Wallace Reis e Juninho; Ramon, Uillian Correia (André Lima), Yago (Danilinho), Neilton (Cleiton Xavier), Tréllez e David. Técnico: Vagner Mancini.
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia