Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 10 de outubro de 2017. Atualizado às 11h31.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Série B

Notícia da edição impressa de 10/10/2017. Alterada em 09/10 às 22h47min

Damião marca e Inter bate o Brasil

Damião cabeceia para anotar o único tento do Inter na noite

Damião cabeceia para anotar o único tento do Inter na noite


/RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
O Brasil de Pelotas não foi páreo contra o Inter na noite de ontem no Beira-Rio, em partida válida pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o triunfo por 1 a 0, o Colorado disparou na ponta da competição, com 57 pontos, contra 51 do segundo colocado, o América-MG.
Assim como um filme da sessão da tarde, o primeiro tempo de partida foi de pouco futebol e tremendas confusões. As recorrentes rusgas entre os jogadores fizeram com que o árbitro tivesse de apresentar oito cartões amarelos. O Inter teve o domínio, mas não criou muitas chances de marcar. O Brasil de Pelotas, por sua vez, apostava nos contra-ataques, neutralizados pela defesa colorada.
As brigas obrigaram o árbitro a dar cinco minutos de acréscimo. E foi exatamente aos 50 do primeiro tempo que o Inter marcou o seu gol. D'Alessandro cobrou escanteio pela esquerda, e Leandro Damião se antecipou de cabeça para vencer Marcelo Pitol e fazer o 1 a 0.
A expulsão de Sasha logo aos sete minutos do segundo tempo mudou um pouco o cenário, mas não o suficiente para o time de Pelotas empatar o jogo. O Inter volta à campo na outra terça-feira, quando enfrenta o Boa Esporte, em Varginha.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 10/10/2017 11h11min
O INTERNACIONAL DE PORTO ALEGRE, PODERIA TER FEITO MUITO MAIS GOLS NO BRASIL DE PELOTAS TCHÊ !!!nnAinda bem que o Leandro Damião soube usar com inteligência a sua cabeça, e fazer o GOLZINHO CHORADO para mais uma VITÓRIA. O Guto Ferreira juntamente com a sua comissão técnica e jogadores chutadores do Colorado, poderiam trocar as goleiras de treino do Beira-Rio, para o tamanho das de futsal do Gigantinho. Com certeza depois na hora do jogo dentro do campo, os jogadores encontrariam na sua frente às goleiras com tamanho oficial, e as bolas chutadas entrariam no Gol com maior facilidade. Eu fico louco para entrar em campo e gritar dentro das orelhas do Pottker, Nico López, Edenilson, Charles e Winck, algo tipo, não chuta, não chuta, passa a BOLA. Com certeza eles poderiam através deste gesto de humildade, bondade, ver um jogador do mesmo time em melhor condição para definir a jogada. Todo jogador que tiver uma faísca de raciocínio para olhar rapidamente para o lado antes de chutar sem direção, seria o craque do jogo com louvor. O time faria muito mais GOLSSSS e o jogo ficaria muito mais leve quem sabe, menos tenso até o apito final. Os caras já jogaram juntos muitas partidas da Série B, e na hora AGA, deixam ser consumidos pelo seu egoísmo e desperdício, que para o meu gosto de torcedor é ruim de ver. Eles precisam treinar seus fortíssimos chutes, dentro de uma caixinha de fósforo, para depois acertar a pontaria fazendo mais GOLS para o Internacional. Abs. Dorian Bueno, Google+Plus, POA, 10.10.2017nn