Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 08 de outubro de 2017. Atualizado às 22h30.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Fórmula 1

Notícia da edição impressa de 09/10/2017. Alterada em 08/10 às 22h30min

Hamilton vence no Japão e já pode ser campeão nos EUA

O roteiro das últimas duas corridas da Fórmula 1 se repetiu no Japão. Na madruga de ontem, o inglês Lewis Hamilton fez a sua parte no circuito de Suzuka e contou com novo vacilo da Ferrari para vencer e abrir ainda mais vantagem na liderança do Mundial de Pilotos. O holandês Max Verstappen e o australiano Daniel Ricciardo, ambos da Red Bull, completaram o pódio.
Largando na pole position, o piloto da Mercedes praticamente não foi ameaçado. Somente nas voltas finais precisou conter o ímpeto de Verstappen. Para ajudar, Vettel teve um problema no motor e abandonou na quinta volta. Como consequência, Hamilton já poderá sacramentar o título na próxima corrida, nos Estados Unidos.
Com o oitavo triunfo na temporada, o inglês aumentou de 34 para 59 pontos (306 a 247) a vantagem sobre Vettel. Para se tornar o novo tetracampeão da categoria, ele precisa vencer em Austin, no dia 22, e torcer para o alemão não passar da 6ª posição.
Massa comemorou o ponto conquistado em Suzuka, mas lamentou o rendimento de sua Williams. Após largar em oitavo, oscilou e terminou na 10ª colocação. Ele ocupa o 11º lugar no Mundial, com 34 pontos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia