Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Petróleo

Notícia da edição impressa de 26/10/2017. Alterada em 25/10 às 20h24min

Petrobras mantém meta de produção, diz Parente

Pedro Parente demonstrou otimismo com leilões do pré-sal de amanhã

Pedro Parente demonstrou otimismo com leilões do pré-sal de amanhã


/Tânia Rêgo/ABR/JC
O presidente da Petrobras, Pedro Parente, garantiu que a empresa vai bater a meta de produção deste ano, de 2,07 milhões de barris por dia (bpd), durante palestra no evento OTC Brasil 2017, no Rio de Janeiro. A empresa tem conseguido sucesso expressivo de produção, sobretudo, no pré-sal.
O executivo afirmou também que necessariamente a empresa será credora da União no acerto de contas relativo à cessão onerosa de áreas de pré-sal. Os dois lados discutem desde 2014 quem deve ao outro a diferença entre o total pago pela estatal por 5 bilhões de barris de óleo equivalente e o valor da reserva considerando a cotação do petróleo no momento da declaração de comercialidade da área. Segundo o presidente da Petrobras, a empresa pagou mais pela área do que ela vale de fato.
Durante o evento, Parente voltou ainda a demonstrar otimismo com os leilões de pré-sal que acontecerão amanhã, e defendeu a decisão do governo de acabar com a obrigatoriedade de a estatal ser operadora em todos os projetos da região. "Sexta-feira vocês verão como o governo estava certo em mudar a lei da partilha. A Petrobras não teria condição de desenvolver todas as áreas", disse.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia