Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 25 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Aviação

Alterada em 25/10 às 10h05min

Lucro da Boeing cai a US$ 1,85 bi no 3º tri, mas lucro ajustado supera previsão

A Boeing registrou lucro líquido de US$ 1,85 bilhão no terceiro trimestre, ou US$ 3,06 por ação, inferior aos US$ 2,28 bilhões, ou US$ 3,60 por ação, de igual período do ano passado. O lucro ajustado excluindo-se itens não recorrentes, porém, ficou em US$ 2,72, acima da previsão de US$ 2,65 dos analistas ouvidos pela FactSet.
A receita da companhia subiu 2% na mesma comparação anual, de US$ 23,90 bilhões para US$ 24,31 bilhões no terceiro trimestre. O resultado também ficou acima da previsão dos analistas, de US$ 23,99 bilhões. Resultados melhores nos setores de defesa, espacial e de segurança e serviços globais compensaram um recuo surpreendente nas vendas de aviões comerciais.
A companhia ainda elevou suas projeções para todo o ano de 2017, prevendo agora lucro ajustado por ação em entre US$ 9,90 e US$ 10,10, de US$ 9,80 a US$ 10 anteriormente. Além disso, espera fluxo de caixa em cerca de US$ 12,50 bilhões, de US$ 12,25 bilhões anteriormente. A projeção para a receita foi mantida entre US$ 90,5 bilhões e US$ 92,5 bilhões. A projeção dos analistas, nesse caso, era de lucro por ação ajustado em US$ 10,05 e receita de US$ 92,2 bilhões.
A ação recuava 1,5% no pré-mercado em Nova Iorque, após subir 25% ao longo dos três meses até a terça-feira (24).
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia