Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 24 de outubro de 2017.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

Petróleo

Alterada em 24/10 às 11h32min

Pré-sal não é apenas possível, mas competitivo, diz presidente da Petrobras

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou que "o pré-sal não é apenas possível, mas competitivo", ao participar da palestra de abertura do evento OTC Brasil 2017, que vai desta terça-feira (24) até a próxima quinta-feira (26). Na sexta-feira (27), acontecerão a 2ª e a 3ª rodadas de licitações de áreas de pré-sal.
Em sua fala, Parente destacou o investimento em pesquisa realizado pela estatal para tornar os projetos de pré-sal viáveis. Salientou também novos estudos que estão sendo realizados na exploração e produção e ainda chamou atenção para a transição do mercado consumidor, que já foca no consumo de fontes de energia de baixo carbono.
"A produção de petróleo coincide com a transição para economia de baixo carbono e no Brasil não seremos uma exceção", disse o presidente da Petrobras, sinalizando que a empresa investirá em fontes alternativas de energia.
Parente ainda comemorou o que considera melhoras na indústria petroleira, como o fim da obrigatoriedade de que a Petrobras seja operadora de todas as áreas de pré-sal e as mudanças na política de conteúdo local.
Ele também afirmou que o País vive um período de baixa inflação e juros, o que contribui para a atividade. "Conseguimos iniciar a recuperação da indústria do petróleo. O setor deu uma virada para melhor e o ambiente se tornou mais atrativo, prova disso foi a 14ª Rodada", afirmou.
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia