Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 17 de outubro de 2017. Atualizado às 11h11.

Jornal do Comércio

Economia

CORRIGIR

conjuntura

Alterada em 17/10 às 12h16min

Moody's eleva ratings da Petrobras para Ba3 e perspectiva é alterada para estável

A agência de classificação de risco Moody's elevou todos os ratings da Petrobras para Ba3, de B1 antes. A perspectiva passou para estável sendo que antes era positiva. A decisão se dá por melhoria de liquidez, desalavancagem, disciplina administrativa e fortalecimento da governança corporativa.
Também a Moody's elevou o grau de acesso a crédito (baseline credit assessment, BCA) para b1 de b2 antes.
Os ratings são os que têm como emissores Petrobras Global Finance B.V. (Senior Unsecured Shelf e Senior Unsecured Regular Bond/Debenture, ambos Ba3); Petrobras International Finance Company (Subordinate Shelf, B1; Senior Unsecured Shelf, para Ba3; Senior Secured Shelf, Ba2; Senior Unsecured Regular Bond/Debenture, Ba3); Petroleo Brasileiro S.A. (Corporate Family Rating, Ba3; Subordinate Shelf, B1; Senior Unsecured Shelf, Ba3; Senior Secured Shelf, Ba3; Pref Shelf, B3).
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia