Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 08 de outubro de 2017. Atualizado às 22h30.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado de Capitais

Notícia da edição impressa de 09/10/2017. Alterada em 08/10 às 21h51min

Ibovespa fecha semana com ganho de 2,37%; dólar tem baixa de 0,30%

 O Índice Bovespa teve uma sessão de realização de lucros na sexta-feira, favorecida pela percepção de um cenário externo mais negativo para os mercados emergentes e pela manutenção da cautela com a política doméstica. O petróleo em queda expressiva e as bolsas de NovaIorque em terreno levemente negativo contribuíram para a baixa de 0,73% do índice, que terminou o pregão aos 76.054 pontos. Apesar da desvalorização do dia, a variação acumulada nesta primeira semana de outubro somou 2,37%, desempenho considerado bastante satisfatório.
Lá fora, um dos principais vetores da queda do Ibovespa foi o petróleo. As ações da Petrobras tiveram perdas de 1,21% (ON) e de 1,32% (PN). Ainda assim, terminaram a semana com ganhos expressivos, de 3,73% e 2,55%, respectivamente.
Também estiveram entre as principais quedas do dia as ações do setor siderúrgico. Gerdau PN e CSN ON caíram 2,89% e 2,66%, respectivamente.
Já a alta do dólar, que se estendeu por todo o dia, colocou as ações das empresas exportadoras na contramão do mercado. Com as receitas beneficiadas pela valorização da moeda americana, estiveram entre as maiores altas do Ibovespa Fibria ON (+4,40%), Braskem PNA (+3,11%), Suzano PNA (+3,08%) e Klabin unit (+2,05%).
No mercado à vista, o dólar fechou em alta de 0,24%, aos R$ 3,1572. O giro financeiro somou US$ 1,44 bilhão. Na semana, o dólar acumulou baixa de 0,30%.
No mercado futuro, o dólar para novembro subiu 0,03%, aos R$ 3,1655. O giro financeiro somou US$ 18,47 bilhões.
 
bolsa
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia