Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 08 de outubro de 2017. Atualizado às 22h30.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Tributos

Notícia da edição impressa de 09/10/2017. Alterada em 08/10 às 21h35min

Receita tem novo superintendente no Rio Grande do Sul

Lorenzi (e) afirmou que não traça futuros diferentes para sua gestão

Lorenzi (e) afirmou que não traça futuros diferentes para sua gestão


/RFB/DIVULGAÇÃO/JC
Roberta Mello
A Receita Federal do Brasil (RFB) no Rio Grande do Sul apresentou, na sexta-feira à tarde, o novo superintendente, Luiz Fernando Lorenzi, e o superintendente adjunto, Ademir Gomes de Oliveira. Lorenzi substitui Paulo Renato Silva da Paz, que ocupou o cargo durante oito anos e foi licenciado pela pasta para assumir o cargo de consultor tributário no Fundo Monetário Internacional (FMI).
Durante seu discurso de posse, Lorenzi avisou que não traçaria planos futuros diferentes do que vinha sendo feito pela gestão anterior. "Não irei falar do que vou melhorar, porque compartilho das decisões tomadas ao longo dos últimos anos, e não vejo por que mudar um trabalho excelente. Será uma sucessão sem sobressaltos, e conto com a colaboração de vocês", disse o auditor-fiscal, se dirigindo à plateia, composta por colegas de diferentes divisões do Fisco.
Lorenzi assumiu o cargo no momento em que a arrecadação ocupa o centro das atenções do governo federal. "Precisamos arrecadar bem, arrecadar melhor e arrecadar mais. Esta é hoje a prioridade não para a Receita, mas para o País; mas precisamos também atender cada vez melhor o contribuinte, fazer desta casa um ambiente saudável, trabalhar em prol dos cidadãos honestos, que pagam impostos e querem retorno", destacou.
O superintendente recém-empossado é servidor da Receita Federal desde 1993 e ocupou, dentre outros postos, os cargos de delegado da delegacia da Receita Federal e de superintendente adjunto da 10ª Região Fiscal.
A posse foi outorgada pelo secretário adjunto da RFB, Paulo Ricardo de Souza Cardoso. De volta ao Estado e à casa onde iniciou sua carreira profissional, Cardoso enfatizou a qualidade do currículo e da trajetória profissional de Luiz Fernando Lorenzi e de Ademir Gomes de Oliveira; e salientou a importância de seguir investindo na melhoria dos processos arrecadatórios, fiscalizadores e de gestão pública. "O contribuinte quer mais. Estamos vivenciando dificuldades e precisamos melhorar", resumiu Cardoso.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia