Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 05 de outubro de 2017. Atualizado às 00h01.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Combustíveis

Notícia da edição impressa de 05/10/2017. Alterada em 04/10 às 20h51min

Preços da gasolina e do diesel têm cortes após série de altas

A Petrobras anunciou cortes de 2,3% no preço da gasolina e de 3,6% no preço do diesel. Os novos preços entraram em vigor à 0h de ontem.
Foi a quarta queda seguida no preço da gasolina, após um período de alta causado pelo fechamento de refinarias nos Estados Unidos após a passagem do furacão Harvey, no final de agosto.
"A decisão foi causada por declínio de preços no mercado mundial de combustíveis", disse a Petrobras, em nota divulgada nesta quarta-feira.
O ajuste de preços foi decidido pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços, formado pelo presidente da Petrobras, Pedro Parente, e pelos diretores Financeiro e de Refino, Ivan Monteiro e Jorge Celestino, respectivamente.
Com os quatro cortes, o preço da gasolina nas refinarias acumula queda de 5,98% desde o último dia 29. No caso do diesel, foi o terceiro corte seguido, com queda acumulada de 5,81%.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia