Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 17 de outubro de 2017. Atualizado às 19h16.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

COMENTAR | CORRIGIR

Gestão

Notícia da edição impressa de 18/10/2017. Alterada em 17/10 às 18h54min

Pesquisa mostra dificuldades no setor fiscal

A Arquivei, plataforma para armazenamento, organização e consulta de dados, fez uma pesquisa com mais de 900 empresas, de diversos tamanhos e segmentos, para entender quais suas principais dificuldades no setor fiscal, referente às Notas Fiscais (NFs) e aos documentos de uma forma geral.
A pesquisa revela que 78% dos entrevistados não recebiam todos os documentos e notas fiscais emitidos contra seus CNPJs, o que pode gerar uma desorganização no setor fiscal e, consequentemente, problemas junto ao Fisco.
Outro dado importante da pesquisa é que 63% das empresas responderam que tinham dificuldade para reconhecer notas indevidas emitidas contra elas, as famosas "notas frias", e passaram a perceber esse tipo de fraude com o gerenciamento correto dos dados fiscais. Destes, 58% alegam que passaram a notificar à Sefaz (Secretaria da Fazenda), por meio da "Manifestação do Destinatário da Nota", sobre o desconhecimento dessas notas fiscais indevidas, reportando a fraude ao órgão responsável.
Mais da metade dos entrevistados afirmou que cobrava, por telefone ou e-mail, a emissão das notas fiscais de fornecedores e, ainda, aguardava o recebimento do Danfe - Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (NFe), uma representação gráfica da NFe, já que o documento com validade jurídica é totalmente on-line - para depois baixar o XML da nota fiscal eletrônica manualmente pelo site da Secretaria da Fazenda, ainda assim, sem garantia de ter recebido todas notas emitidas contra seu CNPJ.
O levantamento aponta que 80% dos entrevistados não faziam ideia de quando uma nota fiscal era cancelada. Além disso, 70% deles citaram que ficavam checando manualmente o site da Sefaz para garantir que as notas seriam canceladas e admitiram que o processo era falho.
"Estes dados demonstram como as empresas ainda não conseguem gerir de forma adequada seu fluxo de notas e documentos fiscais, tantos os emitidos, como os recebidos. Além de todo o retrabalho e investimento de tempo das equipes, há questões legais que podem comprometer a atuação da empresa", pontua Christian de Cico, CEO da Arquivei.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia