Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de setembro de 2017. Atualizado às 00h13.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

rio de janeiro

Notícia da edição impressa de 14/09/2017. Alterada em 13/09 às 21h42min

Garotinho é preso quando apresentava programa de rádio

A Polícia Federal (PF) prendeu, na manhã desta quarta-feira, por volta das 10h30min, o ex-governador Anthony Garotinho (PR). Ele se encontrava na Rádio Tupi, em São Cristóvão, na zona Norte do Rio, onde apresentava seu programa. A Justiça condenou Garotinho por compra de votos e determinou que ele cumpra prisão domiciliar.
Segundo a sentença, assinada pelo juiz Ralph Manhães, da 100ª Zona Eleitoral, o ex-governador terá de usar tornozeleira eletrônica, está proibido de utilizar telefones celulares e só pode ter contato pessoal com advogados e familiares próximos - mãe, netos, filhos e a mulher, a ex-governadora do Rio Rosinha Garotinho. A medida será cumprida em Campos dos Goytacazes, no Norte fluminense, na casa que ele mantém no bairro da Lapa.
Além da medida cautelar, Garotinho foi condenado à prisão em regime fechado por corrupção eleitoral. Essa condenação precisa ser confirmada em segunda instância para a reclusão vigorar.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia