Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de setembro de 2017. Atualizado às 23h40.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Notícia da edição impressa de 29/09/2017. Alterada em 28/09 às 19h47min

Vitória contra o aumento do IPTU

Dr. Thiago Duarte
Ao contrário do Executivo municipal, que representa a maioria da população, a Câmara dos Vereadores congrega a totalidade do pensamento político que existe na cidade de Porto Alegre. A Câmara, na noite de quarta para quinta-feira, mostrou a sensibilidade em relação ao sentimento das pessoas de que não existe mais espaço para o aumento de impostos.
A derrota do projeto que tentou contrabandear o aumento de impostos travestido de justiça fiscal abre um novo momento para a cidade. Um momento em que todos vamos ter que achar soluções para a cidade sem onerar ainda mais o cidadão. O governo tem que desenvolver soluções realmente inovadoras, precisamos achar outras ferramentas que não passem pelo aumento de impostos. A gestão qualificada é fundamental para a eficácia dos serviços públicos. O aumento de impostos só faz crescer o grupo de inadimplentes, o que é um fenômeno social identificado pelos pesquisadores. Ao incrementar o valor do IPTU, os grandes devedores iriam continuar devendo, os muito pobres iriam continuar não pagando e a classe média, que compõe o grupo mais consistente de pagadores, iria arcar com os custos gerados pela má gestão de recursos e pela incapacidade de cortar custos e atrair investimentos.
Precisamos de justiça fiscal, sim, a melhor justiça fiscal que pode ser feita neste momento de crise econômica é não aumentar impostos, o que cumpre com a promessa de campanha do prefeito que hoje ocupa o Paço Municipal e pode gerar um ambiente favorável à atração de novas empresas e negócios para a cidade, gerando empregos e mais arrecadação. O Legislativo municipal mostrou maturidade, sensibilidade, espírito público e competência ao não passar um cheque em branco que iria contra os anseios da população. A sociedade não aguenta mais impostos.
Vereador de Porto Alegre (DEM)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia