Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 26 de setembro de 2017. Atualizado às 23h50.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Crise diplomática

Notícia da edição impressa de 27/09/2017. Alterada em 26/09 às 23h39min

Coreia do Norte reforça defesas após EUA enviar bombardeiros

A Coreia do Norte aparentemente reforçou as suas defesas na costa leste do país após os Estados Unidos realizarem exercícios militares com bombardeiros próximos à região, informou ontem a agência de notícias sul-coreana Yonhap. Na segunda-feira, o governo norte-coreano afirmou que o presidente dos EUA, Donald Trump, declarou guerra ao país e que, com isso, tem o direito de derrubar aviões que sobrevoarem próximos à península coreana, mesmo que estejam fora de seu espaço aéreo. Washington nega a acusação.
A tensão entre Coreia do Norte e EUA voltou a aumentar nos últimos dias, com os dois países trocando ameaças na Assembleia Geral da ONU. No sábado, a Força Aérea dos Estados Unidos realizou exercícios com bombardeiros B-1B Lancer e jatos de combate no espaço aéreo internacional, mas perto do território norte-coreano.
O Serviço Nacional de Inteligência da Coreia do Sul não confirmou a informação de que o país vizinho reforçou suas defesas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia