Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 10 de setembro de 2017. Atualizado às 22h51.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Saúde

Notícia da edição impressa de 11/09/2017. Alterada em 10/09 às 21h30min

Campanha de multivacinação começa nesta segunda-feira em todo o País

Postos de saúde disponibilizarão as doses até o dia 22 de setembro

Postos de saúde disponibilizarão as doses até o dia 22 de setembro


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
Tem início hoje a campanha nacional de multivacinação, que tem como objetivos "resgatar" não vacinados ou atualizar a caderneta de crianças e adolescentes menores de 15 anos. A imunização estará disponível nos postos de saúde até o dia 22 de setembro, com 14 vacinas para crianças e seis para adolescentes (confira a relação completa no box).
No Rio Grande do Sul, essa faixa etária abrange mais de 2 milhões de pessoas. "Como a vacinação será apenas para quem está com alguma dose pendente, a campanha não tem meta de cobertura. É necessário levar a carteirinha justamente para que, na hora, os profissionais possam se certificar de quais vacinas a criança ou adolescente deve tomar", explica a coordenadora do Núcleo de Imunizações da Coordenadoria-Geral de Vigilância em Saúde de Porto Alegre, Raquel Cristine Barcella. Ela ainda ressalta a importância de conscientizar os adolescentes em relação à necessidade de se imunizar, uma vez que muitos deles ainda são relutantes em procurar um posto de saúde.
A chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, Tani Ranieri, diz que campanhas vêm sendo feitas em parceria com a Secretaria Estadual de Educação para orientar meninas e meninos dessa faixa etária. "As crianças pequenas, naturalmente, são levadas pelos pais aos postos de saúde. Já com os adolescentes há um pouco mais de dificuldade. Como não adoecem com tanta facilidade, muitos deixam essa questão de lado", afirma.
Tani ressalta ainda que as pessoas não devem se deixar influenciar pelo recente surgimento de grupos no Facebook contrários às campanhas de vacinação. "Essa corrente não é de agora, existe muito antes de surgirem as redes sociais. Sempre é bom lembrar que a vacina é a segunda principal medida de prevenção a doenças. A primeira é a qualidade da água, um saneamento básico de qualidade", completa.
Em Porto Alegre, a rede municipal oferecerá os imunobiológicos - com exceção da BCG, que é feita em unidades-referência - em todas as salas de vacina com condições técnicas de atendimento ao público, além das unidades que abrem em horário estendido - US São Carlos e Centro de Saúde Modelo, que atendem de segunda a sexta-feira, até as 22h. Nas demais, o atendimento é das 8h às 17h. No próximo sábado, a mobilização terá o seu Dia D, com a abertura extraordinária dos postos de saúde para a aplicação das vacinas.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia