Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de setembro de 2017. Atualizado às 17h55.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

liga dos campeões

Alterada em 27/09 às 17h57min

Trio de ataque brilha e 'novo' PSG arrasa o Bayern em seu primeiro grande teste

Neymar e Edinson Cavani conversam para arrematar uma falta contra a meta do Bayern

Neymar e Edinson Cavani conversam para arrematar uma falta contra a meta do Bayern


CHRISTOPHE SIMON/AFP/JC
Se o objetivo do Paris Saint-Germain ao gastar milhões de euros em contratações era se tornar um dos grandes da Europa, o time correspondeu às expectativas em seu primeiro grande teste na Liga dos Campeões, nesta quarta-feira. Diante do poderoso Bayern de Munique, na capital francesa, a equipe controlou o jogo e venceu com facilidade por 3 a 0, com atuação de gala de seu trio de ataque.
Daniel Alves abriu o placar e os supostos "desafetos" Cavani e Neymar selaram o placar. Depois de dias conturbados e muitos rumores em relação a eles, os atacantes se entenderam bem e demonstraram que, ao menos em campo, a situação está resolvida. Mbappé passou em branco, mas talvez tenha sido o melhor em campo, participando efetivamente dos últimos dois gols e construindo grandes jogadas.
O resultado deixou o PSG em situação confortável na tabela, com seis pontos após duas partidas, na liderança do Grupo B, enquanto o Bayern permaneceu com três, em segundo. Também com três pontos está o Celtic, que viajou à Bélgica e conseguiu uma boa vitória por 3 a 0 sobre o Anderlecht, lanterna da chave sem nenhum ponto.
Pela terceira rodada do Grupo B, o Paris Saint-Germain tentará manter o embalo justamente diante do Anderlecht, na Bélgica. Já o Bayern de Munique recebe o Celtic. Ambas as partidas acontecem no dia 18 de outubro.
O JOGO - Querendo se provar, o PSG partiu para cima nesta quarta e marcou o primeiro logo com um minuto de jogo. Neymar recebeu pela esquerda, cortou Thiago Alcântara, foi levando para o meio e, cercado por quatro, encontrou lindo passe na direita para Daniel Alves. O lateral dominou e fuzilou para a rede.
O gol relâmpago deu à equipe a possibilidade de se reservar e explorar o contra-ataque, enquanto o Bayern ganhou o campo de ataque e acumulou chances perdidas. Aos 18 minutos, Javi Martínez arriscou de fora da área e parou em grande defesa de Areola. Lewandowski, em duas oportunidades, também desperdiçou bons momentos.
A resposta do PSG foi imediata. Em contra-ataque, Cavani tentou aos 25 e levou muito perigo. Mas na segunda oportunidade, ele foi fatal. Aos 31 minutos, Mbappé recebeu enfiada pela direita, dominou e esperou a chegada do uruguaio, que chegou batendo da entrada da área, firme, para vencer o goleiro Ulreich.
A vantagem diminuiu o ímpeto do Bayern e tranquilizou o PSG. Aos 36, a dupla Neymar e Cavani funcionou e quase gerou o terceiro gol. O brasileiro recebeu na área e deixou de letra, com estilo, para o uruguaio bater. Desta vez, Ulreich bloqueou a finalização
O Bayern parecia entregue, e o Paris Saint-Germain voltou ainda melhor para o segundo tempo. Neymar passou a martelar em busca de seu gol e passou perto duas vezes. Aos quatro, puxou contra-ataque, tabelou com Mbappé e finalizou para fora. Aos oito, o brasileiro avançou pela intermediária e arriscou da meia-lua, com muito perigo.
De tanto insistir, o astro deixou sua marca aos 17 minutos, em grande jogada de Mbappé. O francês recebeu de Daniel Alves pela direita e deu lindo corte em Alaba antes de tocar para o meio. A zaga não conseguiu afastar e a sobra ficou com Neymar, que bateu para a rede.
Com completo controle da partida, o PSG ainda perdeu boas oportunidades até o apito final, a principal delas com Daniel Alves, que tentou tocar para o meio quando estava de frente para o goleiro e errou. Mas não faria falta. O time da casa garantiu a vitória e deu prova de sua força na briga pelo inédito título da competição.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia