Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de setembro de 2017. Atualizado às 17h29.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Futebol

04/09/2017 - 15h04min. Alterada em 04/09 às 15h04min

Liga espanhola denuncia PSG e City à Uefa por Fair Play Financeiro

Agência Folhapress
Nesta segunda-feira (4), por meio de comunicado em seu site oficial, La Liga, a liga espanhola de futebol, informou que pediu à Uefa para que Paris Saint-Germain e Manchester City sejam investigados por suposta violação às regras do Fair Play Financeiro.
"O PSG é um transgressor habitual e tem violado o regulamento do Fair Play Financeiro por anos. É importante que a Uefa não olhe apenas para as transferências mais recentes, mas para o histórico de descumprimento do PSG. As transferências são mero resultado de doping financeiro no PSG", disse Javier Tebas, presidente de La Liga.
A liga espanhola, associação com os principais clubes do futebol do país, entregou à Uefa denúncias contra PSG e City em cartas separadas datadas em 22 de agosto. A entidade acredita que os patrocinadores dos dois clubes sejam estopim para competição injusta no mercado.
"O fato de PSG e Manchester City serem apoiados por estatais distorce competições europeias e cria um espiral de inflação que está danificando a indústria do futebol de modo irreparável. A Uefa precisa reforçar o regulamento do Fair Play Financeiro para evitar diferenças entre clubes", declarou Tebas.
Na janela de transferências encerrada na última semana, o PSG comprou Neymar do Barcelona por 222 milhões de euros (cerca de R$ 825,9, na cotação atual), recorde da história do futebol mundial. O clube gastou 238 milhões (pouco menos de R$ 885,4 milhões) no total durante o verão europeu. O City, por sua vez, gastou 96,3 milhões de euros (aproximadamente R$ 358,3 milhões). O jornal "BBC" informa que a Uefa não abriu investigação contra o City.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia