Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de setembro de 2017. Atualizado às 09h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 28/09 às 09h14min

Petróleo se recupera e volta a subir, ainda repercutindo DoE

Os futuros de petróleo operam em alta nesta manhã (28), revertendo perdas da madrugada, com os investidores novamente focando os aspectos positivos do último relatório semanal do Departamento de Energia (DoE, na sigla em inglês) sobre estoques dos Estados Unidos.
Ontem, o DoE estimou uma inesperada queda de cerca de 1,8 milhão de barris nos estoques de petróleo bruto dos EUA na semana passada, o que favorece as cotações internacionais da commodity. Por outro lado, o DoE também apontou um avanço nos estoques de gasolina, de 1,1 milhão de barris.
Às 8h39min (de Brasília), o barril do petróleo tipo Brent para dezembro subia 0,56% na IntercontinentalExchange (ICE), a US$ 57,89, enquanto o do WTI para novembro avançava 0,96% na New York Mercantile Exchange (Nymex), a US$ 52,64.
O petróleo, no entanto, está sujeito a eventual realização de lucros. Nas últimas semanas, a commodity acumulou ganhos significativos, na esteira da passagem do furacão Harvey pelos EUA, que prejudicou temporariamente a capacidade de refino do país, e em meio a sinais de que grandes produtores poderão manter esforços de reduzir a oferta por mais tempo do que o previsto.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia