Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 27 de setembro de 2017. Atualizado às 18h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 27/09 às 18h13min

Bolsas de Nova Iorque avançam em meio a apostas de elevação de juros nos EUA

As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta nesta quarta-feira (27), em meio a apostas de maiores taxas de juros no país, com o avanço dos papéis de empresas financeiras e de tecnologia puxando os índices em Wall Street.
O índice Dow Jones fechou em alta de 0,25%, aos 22.340,71 pontos; o S&P 500 subiu para 0,41%, para 2.507,04 pontos; e o Nasdaq avançou 1,15%, para 6.453,26 pontos.
O ganhos das ações recuaram levemente após a divulgação do plano tributário dos republicanos, mas a reação foi muda e os movimentos do dia parecem ter sido conduzidos em grande parte por expectativas sobre a política monetária e notícias corporativas.
O plano propõe uma redução drástica dos impostos a corporações e indivíduos. Os investidores saudaram a reforma como um propulsor dos lucros das empresas - em particular para empresas menores que geram maior receita interna -, mas alguns analistas dizem que a falta de habilidade dos republicanos em revogar a atual lei da saúde reduziu as expectativas para mudanças nos impostos
O aumento dos rendimentos dos Treasuries apoiou as ações, ao passo em que os investidores continuaram a apostar em maiores juros nos EUA. Na semana passada, o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), reiterou seus planos de aumentar os juros gradualmente, impulsionando o dólar e os juros dos Treasuries.
Ganhos corporativos foram responsáveis por alguns dos maiores movimentos do dia em ações individuais. As ações da Micron Technology saltaram 8,51% após a empresa reportar vendas recordes no último trimestre.
Os setores financeiro e de tecnologia foram os que apresentaram os melhores resultados no S&P 500, subindo 1,30% e 1,14%, respectivamente. O J.P. Morgan viu seus papéis avançarem 1,58%, a American Express subiu 0,90%, a Apple ganhou 0,71% e a Microsoft avançou 0,81%. No terreno negativo, a Nike perdeu 1,92%
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia