Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de setembro de 2017. Atualizado às 17h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Petróleo

Alterada em 15/09 às 17h03min

Petróleo fecha em leve alta em Londres e estável em Nova Iorque

O petróleo oscilou perto da estabilidade nesta sexta-feira, 15, fechando estável em Nova York e com leve ganho na plataforma ICE. Os contratos mostraram pouco fôlego após fortes ganhos recentes, mesmo em um dia de dólar mais fraco. O petróleo WTI para outubro fechou estável, em US$ 49,89 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), e na semana teve alta de US$ 2,41 (5,08%). O Brent para novembro fechou em alta de US$ 0,15 (0,27%), em 55,62 o barril, na ICE, e na comparação semanal avançou US$ 1,84 (3,42%).
Os contratos tiveram pouco impulso, após altas recentes. Além disso, a questão geopolítica esteve no radar, após a Coreia do Norte realizar mais um teste de míssil. Não houve, porém, um grande movimento de fuga do risco nos mercados.
No câmbio, o dólar um pouco mais fraco apoiou o petróleo. Nesse caso, a commodity se torna mais barata para os detentores de outras divisas, o que aumenta o apetite dos investidores. Na agenda de indicadores, a Baker Hughes informou que o número de poços e plataformas em atividade nos EUA caiu 7 na última semana, a 749. Na comparação anual, porém, houve alta de 333.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia