Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de setembro de 2017. Atualizado às 16h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 15/09 às 16h10min

Ouro fecha em queda, com menor busca por segurança e menos compras da Índia

O ouro fechou em baixa nesta sexta-feira, em um ambiente de menor busca por segurança, mesmo em um dia de tensão geopolítica, após o mais recente teste de míssil da Coreia do Norte e um ataque terrorista com uma bomba no metrô de Londres. O cenário nos mercados, porém, não foi de excessiva cautela, o que fez o metal precioso cair.
O ouro para dezembro fechou em baixa de US$ 4,10 (0,31%), a US$ 1.325,20 a onça-troy, na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). O fechamento foi o mais fraco desde 31 de agosto, segundo dados da FactSet.
Investidores evitavam o metal precioso antes da reunião do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), na quarta-feira. O ouro recuou quase 1,9% na comparação semanal, após três semanas de ganhos.
A demanda pelo ouro foi afetada também pelo menor interesse por ele na Índia, que poderia sinalizar uma mudança no mercado do metal precioso nos maiores mercados.
As importações de ouro da Índia quase dobraram na comparação anual em agosto, mas as compras de 41,2 toneladas representam uma queda mensal de quase 23%, segundo nota do ING.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia