Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 15 de setembro de 2017. Atualizado às 10h53.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 15/09 às 10h54min

Dólar abre em alta, mas perde força após dado fraco nos EUA

O dólar à vista no balcão abriu em alta nesta sexta-feira (15) mas perdeu força e bateu mínimas sequenciais logo depois. A moeda começou ajustando-se às perdas da véspera, quando fechou no nível de R$ 3,11, mas também foi pressionada pontualmente pela sinalização de que o Banco Central irá promover rolagem parcial dos contratos de swap cambial que vencem em 2 de outubro.
Nesta sexta, haverá leilão às 11h30 de até 12 mil contratos (US$ 600 milhões). Mantido esse ritmo até o fim do mês, a rolagem será de US$ 6,0 bilhões, do total de US$ 9,975 bilhões a vencer.
Após 9h30min, o dólar perdeu força, em sintonia com o comportamento da moeda americana no exterior ante divisas principais. O movimento foi uma reação a dados fracos de vendas no varejo nos Estados Unidos, que caíram 0,2% em agosto ante julho, frustrando a expectativa de avanço de 0,2%. Adicionalmente, a leitura de julho do indicador foi revisada para baixo.
Às 9h43min, o dólar à vista no balcão era negociado a R$ 3,1212 (+0,15%), depois de bater mínima a 3,1182 (+0,05%). No mercado futuro, a moeda para outubro estava cotada a R$ 3,1270 (+0,03%).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia