Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 14 de setembro de 2017. Atualizado às 16h48.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

14/09/2017 - 16h40min. Alterada em 14/09 às 16h50min

Produtores contratam R$ 25 bilhões em crédito rural entre julho e agosto

 Em comparação com mesmo período do ano passado, valor aplicado cresceu 29%

Em comparação com mesmo período do ano passado, valor aplicado cresceu 29%


FERNANDO KLUWE DIAS /SECRETÁRIA DA AGRICULTURA/DIVULGAÇÃO/ARQUIVO/JC
Agência Brasil
Nos dois primeiros meses da safra agrícola 2017/2018, os médios e grandes agricultores contrataram R$ 25 bilhões em crédito bancário. O valor indica que foram aplicados, entre julho e agosto, cerca de 13% do total de recursos disponibilizados para o financiamento agropecuário, que é de R$ 188,4 bilhões. Em comparação com o mesmo período do ano passado, houve um crescimento de 29% no valor.
Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (13) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. As instituições financeiras liberaram 132.422 contratos de financiamento envolvendo crédito de custeio, comercialização e investimento. O desembolso nas operações de custeio e de comercialização atingiu R$ 20,7 bilhões, o que representa uma alta de 29% sobre igual período de 2016. As contratações de investimentos chegaram a R$ 4,4 bilhão, com crescimento de 30%.
As instituições públicas ofereceram, em julho e agosto, nas modalidades custeio, industrialização e comercialização, R$ 9,9 bilhões. Já os bancos privados somaram R$ 6,7 bilhões e as cooperativas de crédito, quase R$ 4 bilhões.
As contratações pela Letra de Crédito do Agronegócio atingiram R$ 5,3 bilhões. De acordo com a Secretaria de Política Agrícola, esse resultado decorre do aumento na emissão do título, criado com o objetivo de diversificar as fontes de financiamento do crédito rural.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia