Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 24 de setembro de 2017. Atualizado às 22h10.

Jornal do Comércio

Cultura

COMENTAR | CORRIGIR

MÚSICA

Notícia da edição impressa de 25/09/2017. Alterada em 22/09 às 16h27min

Quartabê e Lineker se apresentam nesta segunda-feira no Ocidente

Lineker se apresenta hoje na Segunda Maluca no Ocidente

Lineker se apresenta hoje na Segunda Maluca no Ocidente


GUSTAVO LEMOS/DIVULGAÇÃO/JC
A edição da Segunda Maluca de hoje reúne a banda Quartabê e o cantor Lineker no Ocidente (Osvaldo Aranha, 960), a partir das 22h30min. Com discotecagem de Claudio Cunha, a casa abre às 21h, e os ingressos custam entre R$ 30,00 e R$ 40,00.
Transitando por diferentes sonoridades e referências musicais, do free jazz ao afrobeat, do eletrônico ao choro, o quinteto da Quartabê lançou seu primeiro disco em 2015, #Lição1: Moacir. Em junho deste ano, a banda lançou o EP Depê, com participações de Arrigo Barnabé, Tulipa Ruiz, Mc Soffia, Juçara Marçal e Tim Bernardes. O grupo é formado por Joana Queiroz (sax tenor, clarinete e clarone), Maria Beraldo Bastos (clarinete e clarone), Mariá Portugal (bateria) e Chicão (pianista e tecladista).
O bailarino, cantor, performer e diretor mineiro Lineker vem se afirmando como um expressivo intérprete da nova MPB, transitando com versatilidade por estéticas que vão do rock ao samba, à música latina, ao pop e à musical experimental vocal. Sua arte não se define por um segmento artístico específico ou recortado, mas pelo cruzamento das diversas experiências que constituem sua trajetória, tendo como eixo central de suas criações o estudo das intersecções poéticas entre o movimento e a voz. O artista possui como campos de interesse as relações de afeto, a cultura pop e a desconstrução de normatividades de gênero e sexualidade.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia