Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 13 de setembro de 2017. Atualizado às 21h58.

Jornal do Comércio

Panorama

COMENTAR | CORRIGIR

Acontece

Notícia da edição impressa de 14/09/2017. Alterada em 13/09 às 18h53min

Imigração em romance

Nesta noite, ocorre o lançamento do livro O Lagarto na Taipa - 1936, romance de estreia de João Celeste Agostini (Editora AMZ, 368 págs., R$ 49,90). A Livraria Bamboletras (General Lima e Silva, 776) é palco para a sessão de autógrafos, a partir das 18h30min.
Agostini é formado em Letras pela Pucrs e foi, durante muitos anos, professor de Língua e Literatura Brasileira e Portuguesa. Em O Lagarto na Taipa - 1936, o autor transforma suas memórias em material ficcional para resgatar os valores de seus ancestrais, abordando a relação conflituosa entre duas famílias de imigrantes: Giovelino e Piúco.
Na trama, Vincenzo retorna a casa, numa pacata colônia italiana, depois de 18 anos preso injustamente, e encontra por lá o homem que fez com que fosse preso, Luigi, ainda disposto a roubar-lhe o chão. E enquanto o personagem principal luta para reaver as próprias terras, buscando provar na Justiça que são suas por direito e herança, são lembrados os acontecimentos que tiveram início em 1883, com a chegada de seus antepassados ao País.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia