Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 28 de setembro de 2017. Atualizado às 23h45.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Lançamento

Notícia da edição impressa de 29/09/2017. Alterada em 28/09 às 23h39min

Novo Polo tem três opções de motor e duas de câmbio

Quatro air bags - dois dianteiros e dois laterais - estão presentes de série em todas as versões do hatchback

Quatro air bags - dois dianteiros e dois laterais - estão presentes de série em todas as versões do hatchback


VOLKSWAGEN/DIVULGAÇÃO/JC
As versões Comfortline e Highline do Novo Polo estão disponíveis exclusivamente com o motor 200 TSI, que é como a Volkswagen resolveu chamar a configuração "anabolizada" do seu 1.0 de três cilindros turbinado. A potência máxima do propulsor chega a 128 cv com etanol e 115 cv com gasolina, sempre a 5.500 rpm.
O torque máximo é de 200 Nm com qualquer combustível. E é esse valor que justifica a nomenclatura 200 TSI que a Volkswagen adotou para o Novo Polo. Esse propulsor trabalha em parceria com uma nova transmissão automática de seis marchas Tiptronic (com possibilidade de trocas manuais), que foi projetada para carros com motores transversais e possui engrenagens planetárias, com acoplamento por conversor de torque.
Outro propulsor disponível para o carro é o 1.6 MSI, combinado a um câmbio manual de cinco marchas. Sua potência máxima é de 117 cv com etanol e de 110 cv com gasolina, ambas a 5.750 rpm. Os respectivos torques máximos de 162 Nm e 155 Nm ocorrem a 4.000 giros.
A terceira motorização do Novo Polo é o 1.0 de três cilindros aspirado, também associado à transmissão manual de cinco marchas. Nesse caso, a potência máxima atinge 84 cv com etanol a 6.350 rpm e 75 cv a 6.250 giros com gasolina, com torques máximos respectivos de 102 Nm e 95 Nm, sempre a 3.000 rpm.
Todas as versões do Novo Polo vêm equipadas com sistema de direção com assistência elétrica, que favorece a dirigibilidade. O acerto das suspensões do veículo também colabora para o prazer ao volante.
Na dianteira, a configuração da suspensão é independente, do tipo McPherson, enquanto na traseira, interdependente, há eixo de torção. Para rodar no Brasil, a suspensão do Novo Polo foi elevada em 20 milímetros em relação ao modelo europeu e ganhou barra estabilizadora dianteira de 20 mm de diâmetro nas versões com motor TSI.
Freios a disco nas quatro rodas são privilégio das versões TSI, assim como o controle eletrônico de estabilidade, que engloba outros recursos: a assistência de partida em rampa, frenagem de emergência, bloqueio eletrônico do diferencial, secagem dos discos de freios e monitoramento da pressão dos pneus. Todas elas, porém, contam com o M-ABS, sistema que inclui o antitravamento dos freios, a distribuição eletrônica de força e o controle de tração.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia