Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 14 de agosto de 2017. Atualizado às 14h32.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

Governo Federal

14/08/2017 - 14h17min. Alterada em 14/08 às 14h34min

Em evento, ministro da Saúde promete informatizar postos de saúde até o fim de 2018

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou nesta segunda-feira (14) que todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estarão informatizadas até o final do próximo ano. A declaração foi dada durante a abertura do Summit Saúde Brasil 2017, evento promovido pelo Grupo Estado que reúne alguns dos maiores especialistas no tema.
Segundo Barros, todas as UBSs devem passar pelo processo, que inclui a implantação do prontuário eletrônico dos pacientes. As medidas para modernização do SUS incluem ainda mais interatividade com os pacientes que, por meio do aplicativo E-Saúde, vão poder inclusive avisar quando não for possível comparecer a uma consulta.
"Hoje, financiamos doença e temos passar a financiar saúde. Investir em prevenção e promoção será a palavra de ordem. Sabemos que, em 30% das consultas, as pessoas não comparecem. Elas poderão confirmar com o smartphone", explicou Barros.
Para informatizar as unidades de saúdes, o ministério deve fazer um contrato com duração de 60 meses, que será pago mensalmente. Em sua apresentação, o ministro revelou ainda o projeto de criação de uma fila única para procedimentos cirúrgicos, cuja posição também poderá ser consultada por smartphones.
Pelo segundo ano consecutivo, o Estado realiza em 14 de agosto o evento Summit Saúde Brasil - conferência que tem como principal objetivo destacar e discutir as principais tendências em gestão e tecnologia na área de Saúde e Medicina não só no Brasil, mas no mundo todo.
Voltado para gestores e administradores de hospitais, clínicas, laboratórios e planos de saúde, o Summit também vai discutir a importância da profissionalização da gestão, pois abordará temas como redução de custos e sustentabilidade do sistema. A expectativa é de que ao menos 500 gestores de todo o Brasil participem da conferência, em São Paulo.
Para debater tendências comportamentais, tecnológicas e de gestão na medicina, palestrantes brasileiros e estrangeiros vão expor suas experiências em painéis e sessões simultâneas durante todo o dia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia