Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de agosto de 2017. Atualizado às 14h27.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

relações internacionais

Alterada em 24/08 às 14h32min

Rússia critica plano de ação dos EUA no Afeganistão

 
A Rússia se mostrou cética a respeito da nova estratégia do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para o Afeganistão, e avisou que forças militares não resolverão o conflito.
 
Nesta quinta-feira, o ministro russo das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, disse que o plano "enfatiza a força" e que "esse caminho não oferece perspectivas". Ao mesmo tempo, Moscou se colocou pronto para cooperar com os EUA e outros países para ajudar a chegar num acordo sobre o Afeganistão.
 
Nesta semana, Trump reafirmou o compromisso dos EUA na guerra no Afeganistão, que já dura 16 anos. Ele anunciou um plano que inclui o envio de 3.900 forças adicionais para se juntarem às 8.400 tropas que já estão no país.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia