Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 08 de agosto de 2017. Atualizado às 15h19.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

China

08/08/2017 - 15h20min. Alterada em 08/08 às 15h21min

Terremoto de magnitude 6,5 deixa ao menos 5 mortos na China

Um terremoto de magnitude 6,5 atingiu uma região montanhosa na China nesta terça-feira, numa área próxima do parque nacional de Jiuzhai Valley, provocando queda de energia e derrubando serviços de telefonia. Até o momento, já foram contabilizados 5 mortos e 63 feridos.
O tremor foi sentido nas províncias de Sichuan e Gansu e, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, teve uma profundidade de apenas 9 quilômetros, considerada rasa. Já o Centro de Terremotos da China disse que o terremoto teve magnitude 7,0 e aconteceu a uma profundidade de 20 quilômetros.
A área afetada está na beira do Planalto do Tibete, no norte da província de Sichuan, local habitado por muitos vilarejos tibetanos e minorias étnicas.
O epicentro do terremoto de hoje foi a cerca de 39 quilômetros do condado de Jiuzhaigou, que tem uma população de cerca de 80 mil pessoas.
Terremotos são comuns no oeste da China, mas a baixa densidade populacional na região faz com que o número de mortes seja baixo. O terremoto que deixou mais vítimas neste século foi um tremor de magnitude 7,9, com profundidade de 19 quilômetros, que atingiu a província de Sichuan em maio de 2008, deixando quase 90 mil mortos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia