Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de setembro de 2017. Atualizado às 16h34.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

eliminatórias da copa

Notícia da edição impressa de 01/09/2017. Alterada em 01/09 às 00h14min

Vitória e primeiro lugar garantido

Philippe Coutinho marcou o segundo gol brasileiro na Arena

Philippe Coutinho marcou o segundo gol brasileiro na Arena


Itamar Aguiar/Itamar Aguiar/AFP/JC
A Arena do Grêmio não lotou para receber a seleção brasileira na noite desta quinta-feira, pela 15ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo da Rússia de 2018. Os 36 mil gaúchos que foram ao estádio não viram uma atuação de luxo, mas puderam acompanhar mais uma vitória do time de Tite. Desta vez, 2 a 0 sobre o Equador.
O primeiro tempo de partida decepcionou quem esperava um novo show do time brasileiro. A seleção teve pouco ímpeto e intensidade ofensiva, e chegou poucas vezes com perigo ao gol do goleiro equatoriano Banguera.
Principal estrela em campo, Neymar provocava frisson nas arquibancadas cada vez que tocava na bola. Jogando bem aberto pelo lado esquerdo de ataque, o craque do PSG, porém, pouco produziu nos primeiros 45 minutos de jogo.
A melhor oportunidade brasileira de marcar ocorreu aos sete minutos. O volante Paulinho entrou pela direita da área adversária, envolveu três defensores, e chutou cruzado exigindo boa defesa do goleiro.
Se o Brasil não ameaçou muito, o Equador não fez diferente. Apostando nos contra-ataques em velocidade, os visitantes tentaram, principalmente via bolas longas, acionar o atacante Enner Valencia, mas a defesa brasileira se saiu melhor em todas as tentativas.
O intervalo fez bem para a seleção canarinho, e o Brasil voltou para o segundo tempo com outro ritmo. Insistindo mais no ataque, o time abusou das tentativas de jogadas individuais, e viu o primeiro gol sair dos pés do sempre coadjuvante Paulinho. Aos 23 minutos, após escanteio pela direita, a bola sobrou no pé do volante que, na risca da pequena área, sem marcação, fuzilou para fazer o 1 a 0.
Frenética no ataque, a seleção precisou de mais sete minutos para fazer o segundo gol. E que gol. Philippe Coutinho infiltrou na área e tocou para Gabriel Jesus pela esquerda. O centroavante deu um lençol no defensor e devolveu de cabeça para Coutinho completar para as redes.
O Brasil chegou à nona vitória consecutiva nas eliminatórias e, com os 36 pontos conquistados, já garantiu a primeira colocação na competição com três rodadas de antecipação. A seleção volta à campo na terça-feira, dia 5, contra a Colômbia em Barranquilla.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia