Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 28 de agosto de 2017. Atualizado às 23h58.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Boxe

Notícia da edição impressa de 29/08/2017. Alterada em 28/08 às 21h24min

Contra Mayweather, McGregor superou atletas de elite

A vitória de Floyd Mayweather contra Conor McGregor no combate que aconteceu na madrugada de domingo, em Las Vegas, já era esperada. Afinal, tratava-se do maior boxeador da era moderna, invicto em 49 lutas profissionais, contra um lutador de MMA fazendo sua estreia em um esporte diferente. Mayweather aplicou seu plano de jogo, dominou McGregor a partir do quarto round e ganhou sem problemas.
Mas isso não quer dizer que a apresentação do irlandês foi totalmente desprezível. Pelo contrário, para um estreante no boxe, McGregor foi melhor do que o esperado. Começou agressivo, conseguiu encaixar alguns bons golpes e durou até o décimo round. E os números reforçam isso: segundo o sistema de medição de socos CompuBox, usado internacionalmente no esporte, o campeão do UFC conectou 111 golpes, um volume superior ao conseguido por boxeadores de elite como Manny Pacquiao (81), Miguel Cotto (105), Shane Mosley (92) e Ricky Hatton (63) contra o mesmo Mayweather.
O irlandês pode ter conseguido superar a lendária guarda do pugilista mais vezes que muitos boxeadores profissionais, mas isso não significa que tenha causado mais danos. A grande maioria dos golpes de McGregor não causou problemas significativos para o rival. Além de um uppercut no início, houve também um soco no corpo que pareceu ter machucado Mayweather no nono assalto (o norte-americano reclamou de golpe baixo). O restante, especialmente após o lutador de MMA começar a cansar, a partir do quinto round, foi praticamente inofensivo, e os jabs que entraram também não surtiram efeito.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia