Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 13 de agosto de 2017. Atualizado às 22h47.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Atletismo

Notícia da edição impressa de 14/08/2017. Alterada em 13/08 às 22h06min

Brasileiro conquista medalha inédita na marcha atlética

Caio Bonfim fez tempo de 1h19m04 e levou o bronze

Caio Bonfim fez tempo de 1h19m04 e levou o bronze


DANIEL LEAL OLIVIAS/AFP/JC
O brasileiro Caio Bonfim alcançou um feito inédito para o atletismo brasileiro. Ontem, na prova de marcha atlética do Mundial de Londres, ele conquistou o bronze, cruzando a linha de chegada em 1h19m04. É a primeira medalha do Brasil em grandes competições da modalidade, além de ser o melhor tempo da carreira de Bonfim.
Bonfim não largou bem, e na metade do trajeto, ocupava apenas a 14ª colocação. Mas, em uma prova de recuperação, acabou sendo superado apenas pelo colombiano Eider Arévalo (que fez 1h18m53), e pelo russo Sergei Shirobokov (1h18m53), que competiu como atleta neutro.
Mais cedo, Erica Sena já tinha feito história entre as mulheres. Ela finalizou os 20km em 1h26m59 e chegou em quarto lugar, melhor resultado do País na modalidade feminina. A chinesa Jiayu Yang, com 1h26m18, ficou no topo do pódio. Na primeira disputa da prova de 50km feminina, recém-incluída no calendário, Nair da Rosa acabou desclassificada.   O ouro ficou com a portuguesa Inês Henriques.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia