Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 13 de agosto de 2017. Atualizado às 13h07.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

surfe

Alterada em 13/08 às 13h10min

Medina consegue onda salvadora no fim e segue na briga na etapa do Taiti

Após as disputas da terceira fase, o Brasil ficou com apenas dois representantes na briga pelo título da etapa do Taiti do Circuito Mundial de Surfe. Gabriel Medina avançou de maneira sofrida, graças a uma onda salvadora no último minuto da sua bateria contra o australiano Bede Durbidge. E Wiggolly Dantas eliminou o compatriota Adriano de Souza, o Mineirinho, e também segue na competição.
Ian Gouveia e Italo Ferreira se despediram no mata-mata. Ambos foram superados por australianos. O primeiro perdeu para Owen Wright que está na disputa pela liderança do ranking. Italo caiu para Julian Wilson.
Medina não teve um bom começo de bateria e viu Durbidge abrir a disputa com um 9.73. O brasileiro respondeu com um 7.17. Mas o australiano administrava a vantagem e, com um 3.50, chegou a 13 23 pontos. Medina teve paciência e, a 40 segundos do término, conseguiu a virada com um 7.43, alcançando 14.60 pontos.
Na disputa entre brasileiros, o mar não ajudou. Wiggolly Dantas pegou a primeira onda da bateria após 12 minutos. Logo abriu vantagem, com 13.33 pontos, enquanto Mineirinho só foi iniciar a reação com um tubo a três minutos do fim, quando acumulou 9.57 pontos. Mas não houve tempo para virar.
Os representantes da Liga Mundial de Surfe (WSL, na sigla em inglês) pararam a competição após o término da terceira fase. Haverá nova chamada neste domingo, às 14h (horário de Brasília).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia