Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 06 de agosto de 2017. Atualizado às 15h40.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 06/08 às 15h45min

Flamengo perde em casa para o Vitória e torcida cobra saída de Zé Ricardo

Nem mesmo a pressão de mais de 18 mil torcedores, que lotaram o Estádio Luso-Brasileiro, foi suficiente para que o Flamengo voltasse a vencer. O time de Zé Ricardo recebeu o Vitória na manhã deste domingo (6), pela 19ª rodada, repetiu erros antigos e foi derrotado por 2 a 0, para desespero da torcida, que cobrou a saída do treinador e criticou a diretoria.
Com o resultado, o Flamengo segue com 29 pontos, na quinta colocação, mas ainda pode ser ultrapassado no complemento da rodada. O Vitória, com 19 pontos, é o 18º colocado e permanece na zona do rebaixamento.
Para tomar a iniciativa do jogo, o técnico Zé Ricardo surpreendeu na escalação e, atendendo a pedidos da torcida, sacou o volante Márcio Araújo para entrar em campo com uma formação mais ofensiva. Willian Arão era o único volante, com Diego e Éverton Ribeiro à sua frente. Everton, Felipe Vizeu e Geuvânio formaram o trio de ataque.
Nos primeiros minutos, as mudanças pareciam ter dado certo, com o Flamengo pressionando em busca do gol de abertura do placar. Mas as chances criadas foram desperdiçadas, com Felipe Vizeu, Geuvânio e Diego parando em boas intervenções do goleiro Fernando Miguel ou na defesa bem fechada do time baiano.
Aos poucos, o Vitória foi entrando na partida e passou a também chegar com perigo ao gol de Diego Alves. Quando o jogo já parecia se encaminhar para o intervalo sem gols, Willian Arão cometeu um erro fatal. Aos 45 minutos, o volante saiu jogando errado e entregou a bola nos pés de Yago, que dominou e bateu no ângulo, estufando a rede para colocar os visitantes em vantagem.
Na segunda etapa, a situação se repetiu. O Flamengo tentava pressionar, mas sofria com os contra-ataques do Vitória. E em uma dessas escapadas em velocidade, o time visitante ampliou a vantagem.
Aos 20 minutos, Tréllez recebeu dentro da área e foi derrubado por Réver, que cometeu penalidade máxima. Diego Alves, famoso por ser um grande pegador de pênaltis e por ter parado Messi e Cristiano Ronaldo, não conseguiu evitar o gol de Neilton, que bateu com categoria, deslocando o goleiro.
Os minutos finais foram de um Flamengo desorganizado, tentando desesperadamente buscar o gol, enquanto o vitória se defendia sem grandes sustos e ainda criava lances perigosos no contra-ataque.
Até o apito final, a torcida vaiou o time, inclusive jogadores até então incontestados, como Diego, que recebeu apoio de uma parte de rubro-negros em resposta. Mas os principais alvos das reclamações eram o técnico Zé Ricardo e o presidente Eduardo Bandeira de Mello.
O Vitória volta a campo no próximo sábado, quando recebe o Avaí no Barradão, em Salvador, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. No domingo, o Flamengo visita o Atlético-MG no Mineirão, em Belo Horizonte.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia