Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 14 de agosto de 2017. Atualizado às 14h12.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Vôlei

05/08/2017 - 18h53min. Alterada em 05/08 às 19h11min

Larissa e Talita levam o bronze no Mundial de Vôlei de Praia

Brasileiras mostraram poder de recuperação para superar mais uma derrota para Ludwig e Walkenhorst

Brasileiras mostraram poder de recuperação para superar mais uma derrota para Ludwig e Walkenhorst


FIVB/Fotos Públicas/JC
Um dia depois de deixarem a briga pelo título do Mundial de Vôlei de Praia, as brasileiras Larissa e Talita se recuperaram e ficaram com a medalha de bronze em Viena, na Áustria. Neste sábado (5), a dupla brasileira garantiu um lugar no pódio com o triunfo sobre as canadenses Pavan e Humana-Paredes por 2 sets a 1, com parciais de 21/12, 16/21 e 18/16.
As brasileiras mostraram poder de recuperação para superar mais uma derrota para Ludwig e Walkenhorst. Como aconteceu nos Jogos do Rio, no ano passado, Larissa e Talita pararam nas alemãs nas semifinais e perderam a chance de brigar pelo título.
Mesmo assim, o bronze representa a quinta medalha em Mundiais para Larissa, ouro em Roma, em 2011, prata em Berlim, 2005, e Stavanger, 2009, e bronze em Gstaad, 2007. Para Talita, esta foi a segunda medalha na competição. Anteriormente, ela havia sido bronze em Stavanger, em 2009.
"Foi uma partida especial para nós pela história que temos juntas. Queríamos retribuir nossos esforços dos últimos três anos lado a lado com uma medalha. É um sentimento especial e vou comemorar como se ela fosse de ouro. Jogamos juntas todo o tempo e nunca desistimos", declarou Larissa.
Se foi bastante equilibrado, o confronto deste sábado se desenhava tranquilo para as brasileiras no início. Depois de um começo bastante equilibrado, Larissa e Talita arrancaram na parte final do primeiro set e atropelaram com nove pontos de vantagem. O problema é que a história se inverteu na segunda parcial. Novamente, o equilíbrio tomou conta do início, mas desta vez foram Pavan e Humana-Paredes que cresceram de produção na reta final e venceram.
A reação embalou a dupla canadense, que começou arrasadora e abriu 5 a 0 no tie-break. Mas Larissa e Talita mostraram experiência, reagiram e viraram o placar. As brasileiras chegaram a ter quatro match points antes de finalmente garantirem o triunfo e a medalha.
Até pelas dificuldades enfrentadas, Larissa exaltou o peso do bronze conquistado neste sábado. "Elas tiveram uma vantagem grande no tie-break e nós nos fechamos e dissemos 'nós também podemos fazer cinco pontos seguidos'. Foi como demos a volta por cima para vencer. É um torneio realmente especial, onde todos os atletas queriam estar. E vamos subir ao pódio, então significa muito. Os melhores jogadores do mundo estavam aqui", disse.
A comemoração pela medalha, no entanto, não apagou inteiramente a decepção pela queda na semifinal. "Jogamos bem o torneio inteiro, com exceção do segundo set da semifinal, então acredito que merecíamos essa medalha. Lutamos até o final, não foi fácil. Nunca desistimos e foi por essa razão que vencemos. Obviamente o objetivo era sair com o título, mas estou satisfeita com o que mostramos aqui, vamos para casa felizes com esse bronze", comentou Talita.
Depois de passarem pelas brasileiras, as campeãs olímpicas Ludwig e Walkenhorst garantiram o título mundial neste sábado. Na decisão, elas derrotaram as norte-americanas Ross e Fendrick por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 19/21, 21/13 e 15/9.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários