Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 30 de agosto de 2017. Atualizado às 08h03.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 30/08 às 08h08min

Bolsas asiáticas fecham em alta, diante de menor tensão com Coreia do Norte

As bolsas asiáticas fecharam com ganhos quase generalizados nesta quarta-feira (30), à medida que os temores iniciais causados pelo último teste de míssil da Coreia do Norte perderam força.
No fim da segunda-feira (pelo horário de Brasília), o regime norte-coreano lançou um míssil que sobrevoou o território do Japão, numa atitude que não ocorria desde 2009, pressionando os mercados asiáticos nos negócios de terça-feira.
O gesto da Coreia do Norte veio apenas semanas depois de uma acalorada troca de ameaças entre Washington e Pyongyang, que gerou receios sobre um eventual conflito armado na Península Coreana.
Hoje, no entanto, prevaleceu na Ásia a avaliação de que a perspectiva econômica e de rentabilidade das empresas continua favorável para as ações, contrabalançando preocupações geopolíticas.
Além disso, os mercados acionários de Nova York encerraram o pregão de ontem em tom positivo, depois de inicialmente reagirem em forte baixa ao noticiário sobre a Coreia do Norte. O índice Dow Jones teve um desempenho particularmente notável: subiu 57 pontos, depois de chegar a cair até 135 pontos, exibindo sua maior recuperação em uma sessão desde dezembro do ano passado.
Em Tóquio, o índice japonês Nikkei subiu 0,74% nesta quarta, a 19.506,54 pontos, uma vez que o iene voltou a se enfraquecer ante o dólar durante a madrugada. Em Hong Kong, o Hang Seng teve alta mais expressiva, de 1,19%, a 28.094,61 pontos.
Na China, o Shanghai Composto contrariou o viés positivo da região e apresentou baixa marginal de 0,05%, a 3.363,63 pontos, mas o menos abrangente Shenzhen Composto avançou 0,35%, a 1.938,90 pontos.
Em outras partes da Ásia, o sul-coreano Kospi registrou ganho de 0,32% em Seul, a 2.372,29 pontos, enquanto o Taiex subiu 0,69% em Taiwan, a 10.569,40 pontos, e o filipino PSEi teve leve alta de 0,10% em Manila, a 7.956,73 pontos.
Na Oceania, a bolsa australiana teve um dia de volatilidade, mas o índice S&P/ASX 200 acabou fechando estável em Sydney, a 5.669,70 pontos.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia