Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 29 de agosto de 2017. Atualizado às 23h08.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Crédito

Notícia da edição impressa de 30/08/2017. Alterada em 29/08 às 21h33min

Número de empresas inadimplentes perde força

O crescimento do número de empresas inadimplentes está perdendo força desde 2016, segundo o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL). Em julho, o número de empresas negativas aumentou 3,31% em relação a igual período de 2016, que foi de 8,65%. Na comparação entre julho e junho, a variação foi de 0,08%.
Segundo a CNDL, o abrandamento da inadimplência ocorre devido à maior restrição ao crédito e à menor propensão das empresas a investir. A região Sudeste lidera o crescimento do número de empresas inadimplentes, com alta de 3,79%, seguida por Nordeste (3,11%), Norte (2,95%), Centro-Oeste (2,71%) e Sul (1,77%).
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia