Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 25 de agosto de 2017. Atualizado às 14h13.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 25/08 às 14h14min

Bolsas da Europa fecham em queda após volatilidade com evento do BC dos EUA

Os principais índices acionários da Europa fecharam majoritariamente em queda nesta sexta-feira depois de um dia de volatilidade causada pelo simpósio do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) de Kansas em Jackson Hole. O índice pan-europeu Stoxx 600 caiu 0,12%, para 374,07 pontos, devolvendo os ganhos do dia anterior.
O evento começou na noite de quinta-feira e um dos discursos mais aguardados pelos investidores já aconteceu: o da presidente do Fed, Janet Yellen. Como ela evitou falar sobre política monetária e o ritmo de aperto do banco central, o mercado voltou as atenções para o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, que discursa às 16 horas (horário de Brasília). Na segunda-feira, a Europa deve digerir os comentários em Jackson Hole.
O índice DAX, de Frankfurt, fechou em queda de 0,11%, aos 12.167,94 pontos, depois de operar sem direção à espera de Draghi. Depois de Yellen, o dólar acentuou as perdas ante o euro, já que não houve comentários assertivos sobre os juros, o que firmou as bolsas europeias no campo negativo. Em meio à escassez de notícias corporativas, a Deutsche Boerse fechou em alta de 1,26%, com baixo volume de negócios.
Em Londres, o FTSE 100 terminou o dia na cotação mínima, aos 7.401,46 pontos, em queda de 0,08%. Os varejistas tiveram maiores perdas com preocupações sobre uma guerra de preços conforme a Amazon se expande pela Europa. As perdas foram limitadas, no entanto, conforme os preços do petróleo sustentaram ganhos das empresas de energia, enquanto as mineradoras ficaram majoritariamente em alta.
O Ibex 35, de Madri, caiu 0,12%, aos 10.345,30 pontos, com os bancos responsáveis pela maior parte do volume dos negócios. O Banco de Sabadell caiu 0,48% e o Banco Bilbao Vizcaya recuou 0,20%. O Santander fechou estável.
Em Paris, o CAC 40 perdeu 0,17%, chegando aos 5.104,33 pontos. Credit Agricole, Vallourec e Engie lideraram as perdas: -1,06%, -1,17% e -1,17%, respectivamente. Em Lisboa, o PSI 20 caiu 0,58%, para 5.165,92 pontos.
Destoando de seus pares, Milão conseguiu encerrar o dia no campo positivo, avançando 0,08% e chegando aos 21.746,50 pontos. Os bancos, ao contrário do observado em Madri, lideraram os ganhos. O BPM, e o UniCredit subiram 1,51% e 1,37%, respectivamente.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia