Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 17 de agosto de 2017. Atualizado às 18h38.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

tributos

Alterada em 17/08 às 18h39min

Meirelles espera receber nesta quinta texto do Refis a ser enviado ao Congresso

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse nesta quinta-feira (17), que o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, deverá entregar a ele, ainda hoje, o texto sobre o Programa de Recuperação Fiscal (Refis) a ser enviado ao Congresso. "O secretário da Receita Federal está trabalhando no texto e deverá me entregar até o final do dia para eu poder enviar amanhã (sexta-feira) a essas lideranças", disse Meirelles, ao sair de reunião no Grupo Abril.
O ministro disse ainda que o texto para a revisão das metas fiscais já foi enviado eletronicamente para o Congresso. Ele disse estar confiante de que os parlamentares vão aprovar as alterações.
Sobre a Taxa de Longo Prazo (TLP), Meirelles disse se tratar de uma medida importante. "Tanto que a coordenadora da S&P declarou que aprovação da TLP é uma das medidas importantes. Então estou confiante de que isso vai caminhar numa velocidade maior ou menor, mas no final teremos uma taxa de juros do BNDES compatível com as taxas de juros que prevalecem no País", disse
Para o ministro, não é justo que um grupo de grandes empresas tenha taxas de juros mais baixas e o resto da população, médias e pequenas empresas tenham taxas de juros mais altas para compensar. De acordo com ele, o BNDES vai continuar ofertando empréstimos de longo prazo, mas a uma taxa base equivalente à taxa do Tesouro.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia