Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 15 de agosto de 2017. Atualizado às 22h52.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Contas Públicas

Notícia da edição impressa de 16/08/2017. Alterada em 15/08 às 22h40min

Estimativa do salário-mínimo para 2018 cai de R$ 979,00 para R$ 969,00

Com a perspectiva de crescimento menor do País e avanço mais lento da massa salarial, o governo revisou a previsão para o salário-mínimo em 2018. O valor previsto na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do ano que vem era de R$ 979,00, mas agora passou para R$ 969,00, segundo os novos cálculos do governo. 
O ritmo de crescimento nominal da massa salarial, por sua vez, passou de 8,5% para 5,7%. A evolução da massa salarial é um dos principais indicadores sobre o mercado de trabalho no País.
De acordo com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o valor do salário-mínimo pode mudar até o início do próximo ano. "O salário-mínimo (real) só será conhecido em janeiro. Até lá, várias coisas podem mudar", declarou.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia