Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 14 de agosto de 2017. Atualizado às 19h32.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

balanços

Alterada em 14/08 às 19h35min

Lucro líquido da CCR sobe 357,9% no 2º trimestre, para R$ 667,1 milhões

O Grupo CCR registrou lucro líquido de R$ 667,1 milhões no segundo trimestre de 2017, o que corresponde a um aumento de 357,9% na comparação com os R$ 145,7 milhões reportados em igual etapa do ano anterior. Já o lucro líquido mesma base ficou em R$ 287,5 milhões, um crescimento de 195,8% em relação aos R$ 97,2 milhões contabilizados há um ano.
O critério "mesma base" excluem efeitos não recorrentes das aquisições de participações na ViaQuatro, que passou a ser controlada pela companhia no segundo trimestre deste ano, e na ViaRio, além de excluir a STP, cuja venda de participação foi concluída em 31 de agosto do ano passado e, nas comparações pró-forma mesma base, exclui-se também a VLT.
O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da CCR somou R$ 1,629 bilhão entre abril e junho deste ano, alta de 69,7% sobre igual intervalo de 2016. A margem Ebitda ajustada ficou em 88,4% no trimestre, alta de 28,4 pontos porcentuais (p.p.) na base anual. O Ebitda ajustado mesma base avançou 4,8% na mesma comparação, para R$ 1,006 bilhão, com margem 58,4%, queda de 1,6 p.p..
A receita líquida, excluindo a receita de construção, totalizou R$ 1,842 bilhão entre abril e junho, montante 15,2% maior que o verificado no mesmo intervalo de 2016. Pelo critério mesma base, a alta foi de 7,7%, para R$ 1,722 bilhão.
Pelo critério pró-forma, que inclui dados proporcionais das controladas em conjunto, o Ebitda ajustado avançou 55,5% entre os períodos, totalizando R$ 1,721 bilhão, com margem em 86,7%, alta de 27,4 p.p. na base anual.
Neste critério, o Ebitda ajustado mesma base avançou 4,4% no segundo trimestre de 2017 ante o mesmo intervalo de 2016, para R$ 1,088 bilhão, enquanto a margem Ebitda ajustada mesma base caiu 1,4 p.p., para 59%.
A receita líquida pró-forma avançou 6,4%, para R$ 1,985 bilhão. Já a receita líquida ajustada mesma base pró-forma aumentou 6,9%, para R$ 1,844 bilhão.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia