Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de agosto de 2017. Atualizado às 22h50.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Indústria

Notícia da edição impressa de 04/08/2017. Alterada em 03/08 às 22h37min

Braskem estuda mudar sua sede para os EUA

A petroquímica Braskem estuda, dentro da rediscussão de seu acordo de acionistas, mudar sua sede e a negociação de suas ações para os EUA - hoje, a companhia já tem ADRs listados em Nova Iorque. Esta é uma das propostas que estão na mesa do debate que visa a mudar regras internas para garantir a valorização do ativo - avaliado em R$ 28,9 bilhões - e uma rentabilidade maior na venda da fatia da Petrobras, que é sócia da Odebrecht na Braskem.
Uma fonte de mercado afirmou que a ideia sobre a eventual transferência da Braskem para os EUA ainda é preliminar e faz parte das propostas que os bancos estão apresentando como alternativa para maximizar o valor da companhia em um momento em que uma participação relevante será vendida. Nenhum banco foi escolhido, até o momento, para comandar a operação. Procurada, a petroquímica não comentou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia